domingo, 20 de janeiro de 2008

I'll Be


Os filamentos em seus olhos que os colorem maravilhosamente

Interrompem-me e roubam minha respiração

Esmeraldas de montanhas empurradas para o céu

Nunca revelam sua profundidade


Diga-me que pertencemos um ao outro

Vista-se com as decorações do amor

Eu serei cativada, eu ficarei presa aos seus lábios

Ao invés de na forca que machuca meu coração


Eu serei um ombro para você chorar

Eu serei uma suicida do amor

Eu serei melhor quando ficar mais velha

Eu serei a maior fã de sua vida


A chuva cai furiosa no telhado de lata

Enquanto estamos acordados, deitados em minha cama

Você é minha sobrevivência, você é minha prova viva

Meu amor está vivo e não morto


Diga-me que pertencemos um ao outro

Vista-se com as decorações do amor

Eu serei cativada, eu ficarei presa aos seus lábios

Ao invés de na forca que machuca meu coração


Eu fui derrubada, queimada, voltei vitoriosa da morte

Sintonizada, ligada, lembrei das coisas que você disse...


"Nunca deixe o medo de errar impedir que você jogue..."